Colesteatoma do Canal Auditivo Externo: Caso Atípico de Apresentação Bilateral
Bilateral External Auditory Canal Cholesteatoma: Case Report

Paula Sofia Dias Belchior Campelo - Autor Correspondente
Catarina Tinoco
Cristina Caroça
Hugo Estibeiro
João Paço

Conteúdo do Artigo Principal

Resumo

INTRODUÇÃO: O colesteatoma do canal auditivo externo é raro e muitas vezes assintomático apesar da insidiosa destruição óssea que vai causando no canal auditivo externo e estruturas vizinhas. Relatos de doença bilateral são episódicos e de causa idiopática. A keratosis obturans é o principal diagnóstico diferencial.
CASO CLÍNICO: Criança, 13 anos, com colesteatoma bilateral do canal auditivo externo, com invasão da mastoide e erosão da cadeia ossicular no ouvido esquerdo. A doente apresentava quadro arrastado de otalgia bilateral, com otorreia esporádica e hipoacusia progressiva à esquerda. Após vários procedimentos cirúrgicos para erradicação da doença, mantém-se em vigilância anual sem recidiva aos 4 anos.
CONCLUSÃO: Este caso realça a necessidade do reconhecimento precoce desta entidade pouco frequente, mas que pode cursar com lesões extensas e até irreversíveis. O tratamento cirúrgico é curativo, mas a vigilância regular é mandatória.

Palavras-chave: Doenças do Ouvido; Meato Acústico Externo; Colesteatoma

Detalhes do Artigo

Como Citar
Campelo, P., Tinoco, C., Caroça, C., Estibeiro, H., & Paço, J. (2018). Colesteatoma do Canal Auditivo Externo: Caso Atípico de Apresentação Bilateral. Gazeta Médica, 5(1), 61-64. https://doi.org/10.29315/gm.v5i1.143
Secção
CASOS CLÍNICOS