Hipertensão de Causa Endócrina: Hiperaldosteronismo Primário por Síndrome de Conn
Endocrine Hypertension: Primary Aldosteronism by Conn Syndrome

Cláudia Matta Coelho - Autor Correspondente
Ana Margarida Monteiro
Vera Fernandes
Fernando Manso
Olinda Marques
Selma B. Souto

Conteúdo do Artigo Principal

Resumo

O hiperaldosteronismo primário é uma das principais causas de hipertensão secundária. Carateriza-se pela produção inapropriada e parcialmente autónoma de aldosterona pela suprarrenal. O diagnóstico pressupõe um rácio aldosterona/renina elevado e, na maioria dos casos, uma prova confirmatória positiva. O tratamento preconizado é a adrenalectomia laparoscópica ou terapêutica médica com antagonistas dos recetores dos mineralocorticoides.


Descrevemos o caso de uma doente de 55 anos com hipocaliemia e hipertensão arterial refratária à terapêutica com 16 anos de evolução. A investigação diagnóstica foi compatível com hiperaldosteronismo primário por adenoma adrenal unilateral. Foi submetida a adrenalectomia laparoscópica direita, com melhoria franca do quadro clínico. O caso clínico apresentado pretende evidenciar uma causa de hipertensão secundária cuja identificação e orientação adequada pode permitir a resolução da hipertensão.


Recebido: 10/10/2016 - Aceite: 03/06/2017

Palavras-chave: Adrenalectomia; Hiperaldosteronismo/complicações; Hipertensão/etiologia

Detalhes do Artigo

Como Citar
Coelho, C., Monteiro, A., Fernandes, V., Manso, F., Marques, O., & Souto, S. (2017). Hipertensão de Causa Endócrina: Hiperaldosteronismo Primário por Síndrome de Conn. Gazeta Médica, 4(2). https://doi.org/10.29315/gm.v4i2.27
Secção
CASOS CLÍNICOS

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)