Pneumonia Organizativa Fibrinosa Aguda Induzida pelo Rituximab: Uma Entidade a (Re)conhecer
Acute Fibrinous and Organizing Pneumonia Related to Rituximab: An Entity to Recognize

Alexandra Couto - Autor Correspondente
Marta Almeida
Herlander Marques
Rui Nabiço
Rui Rolo
João Cunha
Fernando Pardal
Sofia Carvalho

Conteúdo do Artigo Principal

Resumo

A pneumonia organizativa fibrinosa aguda é uma entidade histológica, incluída no grupo das doenças pulmonares intersticiais, com múltiplas etiologias, incluindo a toxicidade farmacológica.
Os autores descrevem o caso de um homem de 73 anos, com diagnóstico de linfoma linfoplasmocítico, sob tratamento de manutenção com rituximab após quimioterapia. O doente desenvolveu um quadro clínico insidioso caracterizado por tosse não produtiva, dispneia e astenia. A integração dos aspetos imagiológicos e da histologia de biópsia pulmonar conduziram ao diagnóstico de pneumonia organizativa fibrinosa aguda. Após suspensão do fármaco e instituição de corticoterapia o doente apresentou evolução clínica e imagiológica favorável.
Dada a utilização crescente de terapêuticas-alvo em oncologia, o presente caso pretende contribuir para o reconhecimento desta entidade como potencial evento adverso.


Recebido: 07/06/2017 - Aceite: 30/08/2017

Palavras-chave: Pneumonia em Organização Criptogénica/diagnóstico; Pneumonia em Organização Criptogénica/ induzida quimicamente; Pneumonias Intersticiais Idiopáticas; Rituximab/efeitos adversos

Detalhes do Artigo

Como Citar
Couto, A., Almeida, M., Marques, H., Nabiço, R., Rolo, R., Cunha, J., Pardal, F., & Carvalho, S. (2017). Pneumonia Organizativa Fibrinosa Aguda Induzida pelo Rituximab: Uma Entidade a (Re)conhecer. Gazeta Médica, 4(3). https://doi.org/10.29315/gm.v4i3.66
Secção
CASOS CLÍNICOS

Artigos mais lidos pelo mesmo (s) autor (es)